DOR CRONICA

Você gostaria de conhecer as principais doenças que causam dores crônicas, como preveni-las e as possíveis formas de tratamento?

Se você chegou neste artigo, eu acredito que sim.

Existem grandes chances de você está negligenciando a busca de ajuda para entender as causas de suas dores e isso pode interferir na sua qualidade de vida, ao perder noites de sono, ter baixa produtividade nas atividades diárias e muito sofrimento.

Por isso é importante que você preste bastante atenção caso queira reverter essa situação.

Continue lendo este artigo para saber mais sobre:

  1. O que caracteriza a dor crônica?
  2. Quais as 4 principais doenças responsáveis pela dor crônica?
  3. Como prevenir a dor crônica?

Hoje em dia, cada vez mais pessoas convivem com uma dor que se estende além do período esperado, apesar de não haver consenso sobre qual seja esse período. Alguns especialistas classificam a dor crônica como aquela dor que dura mais de seis meses.

No Brasil, cerca de 50 milhões de pessoas padecem de algum tipo de dor. É, inclusive, o principal motivo de procura por assistência de saúde, sendo considerado hoje um sério problema de saúde pública.

E as consequências da dor crônica são inúmeras, entre as quais: angústia, ansiedade, medo, raiva, irritabilidade, tristeza, depressão, desconfiança, mudança na percepção corporal, diminuição da autoestima e sentimento de rejeição social e profissional.

Além das preocupações com o futuro, a dor prolongada traz ainda como possíveis consequências dificuldades para a prática de atividade física, dificuldades no convívio familiar, inibição do interesse e prática sexual, assim como compromete a qualidade do sono, o que pode agravar a condição geral da saúde e doenças pré-existentes.

Quais são as 5 doenças mais comuns responsáveis pela dor crônica?

1. Hérnia de Disco

O paciente com hérnia de disco costuma apresentar dor que pode irradiar-se da parte inferior da coluna passando pela coxa, pela perna e chegando até o pé. Pode haver perda de sensibilidade e dificuldade ao movimentar membros inferiores.

2. Dor lombar (lombalgia)

A dor lombar é causada por uma lesão em um músculo (tensão) ou ligamento (entorse). A lombalgia é muito comum e acomete principalmente pessoas de idade mais avançada.

Alguns estudos revelam que até 90% dos adultos apresentarão um episódio de dor lombar durante a vida. A maioria das pessoas que sofrem dessa doença ainda estão em idade ativa, o que provoca ainda mais consequências.

3. Dor na Coluna

A dor na coluna pode ser intensa, momentânea, leve, constante ou persistente. Além disso, ela pode afetar não só a coluna em si, como também nervos, músculos ou demais terminações nervosas aos arredores.

As causas para dor de coluna são muitas. Ela pode estar relacionada a uma série de doenças como ciática, espondilólise, dorsalgia e bico de papagaio.

4. Dor de cabeça e enxaquecas

As dores de cabeça e enxaquecas crônicas geralmente são ocasionadas por alterações químicas no cérebro, as quais podem ser provocadas por uma série de gatilhos, incluindo estresse, clima, luzes e odores.

É importante ressaltar que cada indivíduo apresenta características específicas dentro do quadro da enxaqueca crônica, em geral entre os principais fatores que provocam crises de dor são: uso de medicamentos vasodilatadores, variações dos níveis hormonais e estresse.

Principais formas de tratamento para a dor crônica

A dor crônica pode ser evitada em 90% dos casos, de acordo com especialistas. O tratamento precoce de qualquer doença é sempre a melhor estratégia para conter o problema.

Entre as principais soluções para conter a dor crônica estão as tradicionais soluções farmacológicas prescritas por médicos e, hoje, cada vez a Acupuntura aparece como alternativa altamente eficaz no combate e tratamento da dor crônica, um método natural e não invasivo, que em alguns casos proporciona melhoras imediatas.

Reforçamos que a principal forma de combater a dor crônica é não deixa-la se estender por mais tempo, por isso, buscar ajuda de imediato continua sendo a melhor alternativa.

banner chamada artigo 2

 

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado