images

Pessegueiro

Certa vez um pai prepara algumas sementes de pêssego para o plantio. O filho adolescente, ao vê-lo cuidar com tanto carinho e esmero das sementes, perguntou-lhe: Pai, o que você fará com estas sementes?

O diálogo prosperou, deu frutos e tem inspirado milhares de pessoas mundo afora, a dedicarem com persistência à realização de seus sonhos. Eis a continuidade:

Pai: Filho, vou plantar essas sementes de pêssego aqui no nosso quintal;
Filho: Pai, quanto tempo levará até os primeiros frutos?

Pai: Filho, em média o pessegueiro dará os primeiros frutos após seis anos do plantio, entretanto, isto somente acontecerá se for plantado hoje, e sobretudo, se mantivermos atentos ao que possa interromper o seu crescimento.

Filho: Pai, isso dá muito trabalho. Não seria mais fácil e cômodo, comprar pêssegos na feira, como temos feito esses anos todos?

Pai: Bom filho, as coisas na vida são um pouco parecidas com o plantio destas sementes de pêssego.

Muitas pessoas pensam em ir à luta, mas não vão. Tornam-se reféns do medo, da preguiça, das desculpas, preferem a inércia do que lutar por suas conquistas.

Entretanto filho, o tempo passa independente de você fazer ou deixar de fazer algo. O futuro filho, é hoje, caso não plantemos essas sementes hoje, não teremos futuramente os frutos.

O diálogo entre os dois se encerrou aí, com o plantio das sementes de pêssego.
.
A pergunta que devemos fazer a nós mesmos é a seguinte: devemos plantar hoje, as sementes das mudanças em nossas vidas, ou adia-las para o futuro?

Rosane Camargos – Psicóloga Orientadora do Prove – Programa de Valorização da Vida pelo Emagrecimento Saudável. Fone: 61-3356-4428 – 98155-0614

Deixe um comentário

Seu email não será divulgado